sexta-feira, 4 de junho de 2010

Coluna do Astolfo


Fiquei impressionado essa semana com uma notícia surpreendente. O Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, recomendou no lançamento de uma campanha nacional de prevenção a hipertensão um tratamento inovador, pelo menos para a maior parte da população. Alguns por aí (bem por aí mesmo) já devem praticar. Ele recomendou que as pessoas fizessem sexo pelo menos 5 vezes por semana, ou seja, você pode ir à academia dar uma malhadinha e depois, chegando em casa, fazer um sexo pra não ter problemas de hipertensão.
O novo tratamento é porreta, mas traz algumas dúvidas a cerca desta questão, afinal de contas se você pode substituir o medicamento por sexo, teoricamente, implica em muitas situações do cotidiano que teriam de ser reajustadas. Por exemplo, os homens que já não conseguem fazer o sexo 1 vez na semana (quem dirá 5), para eles haverá promoção de Viagra nas farmácias? Nesses casos seria apenas a troca de um remédio por outro. A doença crônica está curada, mas e a impotência?
E no caso do trabalhador que perde o dia de serviço porque vai ao médico, o ticket do motel lhe servirá como abono pela falta? E quem se utiliza de plano de saúde, a moça da cabine do motel vai te dar opções, convênio ou particular? No caso do plano, ela tem que ligar para ver se este irá liberar a consulta? Afinal esse novo tratamento tem que ter a cobertura dos planos de saúde também.
E nos casos em que as pessoas não se consultam, a masturbação entraria na categoria automedicação? Swing seria considerado uma mudança na medicação receitada? Suruba se tornaria saúde coletiva, geral num braço só? Se o indivíduo quiser fazer um programinha, ele pode ser processado por prática ilegal de medicina? E uma das melhores pra mim, os hospitais, postos de saúdes, farmácias e afins terão que fazer novas contratações, tipo profissionais do sexo para um melhor atendimento?
Na parte de medicamentos a coisa também fica interessante, pois filmes pornôs serão vendidos em farmácia? Tarja preta ou vermelha? Com ou sem receita? GLS e Travestis seriam medicamentos genéricos? Pessoas compulsivas por sexo são hipocondríacas? Boneca inflável é placebo? Fazer um Menage a trois é aumentar a dose da medicação proposta? E por fim, doenças venéreas podem ser efeitos colaterais?
Enfim, vamos seguir a recomendação do ministro, afinal ele é o cara da Saúde, e se ele diz que fazer sexo 5 vezes na semana é o melhor tratamento para os hipertensos, então vamos fazer sexo, ir para o motel, contratar strippers e comprar bonecas infláveis, porque faz bem pra saúde!!

Goze de boa saúde e mantenha em dia sua saúde oral!!!!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário